13 de abr de 2007
O assunto no Senado do Brasil
Vamos comemorar ou não?
Porque afinal de contas a Emenda 272 continua onde ela se encontra há 7 anos parada na Câmara dos Deputados em Brasília, mas nossos esforços estão chegando onde devem chegar!
No dia 12 de abril, conseguimos que o Senador Eduardo Suplicy falasse sobre o assunto no Senado!
Sim, graças à Helena Americano Fragman, da nossa comunidade de Brasileirinhos apátridas em Telavive, Israel, agora em férias em Brasília, o Senador disse isso (na íntegra) no Senado:

"O SR. EDUARDO SUPLICY (Bloco/PT – SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.)

– Sr. Presidente, no ano 2000, o Senador Lúcio Alcântara apresentou aqui no Senado uma proposta de emenda à Constituição que denota um anseio, hoje, de 300 mil famílias, crianças brasileiras que, nascidas de pais e mães brasileiros que estavam nos mais diversos Países – Israel, Japão, Argentina, Paraguai, Estados Unidos, enfim, onde quer que seja –, muitas vezes por atribuições de trabalho no exterior, estão impedidos de se tornar brasileiros natos.
O Senador Lúcio Alcântara apresentou essa proposta que aqui foi aprovada unanimemente, foi para a Câmara dos Deputados, onde também tramitou, já tendo sido aprovada unanimemente na Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania, aguardando agora ser apreciada, em uma última etapa, pela Comissão designada pelo Presidente Arlindo Chinaglia, em 7 de março último.
Acabo de ter uma audiência com S. Exª, juntamente com a Srª Helena Fragman, neta do Professor Inácio da Silva Telles, que também tem uma criança de 10 anos em Israel. Filha de mãe brasileira e que morou muito tempo no Brasil, fala português como brasileira e que pergunta: “mãe, quando serei brasileira?”.
Este é o clamor de dezenas de milhares de crianças e pais que, inclusive, estão agora, neste semestre, fazendo uma peregrinação a todos os Consulados e Embaixadas brasileiras em todos os Países do mundo, para que logo possa o Congresso Nacional concluir a votação dessa proposta de emenda à Constituição, que no Senado recebeu o número 2.499 e, na Câmara, o número 272, de 2000.Sr. Presidente, Senador Efraim Morais, note que só agora, em 2007, a proposta do Senador Lúcio Alcântara, de 1999, está na fase final.
Então, os pais e as mães que gostariam que as suas crianças se tornassem de fato brasileiros natos conclamam ao Congresso Nacional, e agora à Câmara, porque o Senado já cumpriu com o seu dever, de logo apreciar e votar essa proposição.Era esse o registro que considero importante, inclusive numa homenagem ao nosso colega Lúcio Alcântara.
Obrigado."

E além disso, soubemos que faltam apenas 4 deputados para ser constituída a Comissão Parlamentar que instalará e discutirá a Emenda 272.00, na Câmara Federal em Brasília.
Essa informação veio do próprio presidente da Câmara Federal, Arlindo Chinaglia à nossa representante em Israel, Helena Americano Fragman, que visitou Chinaglia em companhia do senador Eduardo Suplicy.

O pessoal que tem acompanhado todos esses 13 anos de luta...sabe que não devemos comemorar nada ainda, pois a Emenda tem que passar pela Comissão, e ser votada na Câmara em dois turnos. Ano passado isso quase aconteceu, mas tudo voltou à estaca zero depois da comissão ter sido desfeita com as eleições de 2006 no Brasil.
O que nós temos que fazer é a nossa parte: continuar informando as pessoas, recolhendo assinaturas e os que puderem comparecer no dia 1 de junho em frente ao Consulado de Nagoya pra entregarmos tudo nas mãos do Cônsul.
Depois....torcer pra que Eles façam a parte deles!

Bom, mudando um pouco de assunto, tivemos essa semana mais dois espaços na mídia divulgando sobre o Movimento dos brasileirinhos.
Em todas as lojas de produtos brasileiros a revista Alternativa (gratuita) traz uma excelente reportagem de 4 paginas para esclarecer ao máximo os brasileiros que aqui vivem.
Na revista Acha fácil (gratuita) dessa semana também há uma pagina sobre os Brasileirinhos apátridas. Agradecemos à publicação, pois sabemos que a revista é voltada ao comércio, e mesmo assim abriu um espaço pra Comunidade.

Quero lembrar às pessoas que estão recolhendo assinaturas no Brasil, que há dois endereços de pessoas responsáveis pra levar os Abaixo assinados à Brasília.
Entrem em contato conosco pra pegarem os endereços pra onde enviar tudo.

Aos que estão no Japão recolhendo assinaturas, fiquem de olho nos próximos posts aqui, pois colocaremos o endereço aqui no Japão onde será nossa Central de recebimento de Abaixo assinados.
Vamos aproveitar o grande feriadão que está próximo para recolher mais assinaturas.
Muita gente recebe parentes, vai viajar para a casa de familiares então é uma boa forma de recolher mais assinaturas!

Gambatte a todos!

Carmen Lucia Tsuhako
·
posted by Apátridas no Japão at 20:18 | Nos link aqui |


0 Comments: