6 de mar de 2007
Brasileirinhos Apátridas na Rádio Fênix
Olá amigos e colaboradores!!!
Hoje o dia já começou bem!!! Ao abrir meu Orkut, encontrei inúmeros recados de pessoas interessadas em ajudar e se informar sobre o assunto!
Também havia um recado que me deu uma alegria em especial, um convite para ir no estúdio da Rádio Fênix, dia 12 de maio, das 14 as 16 hs, falar sobre os brasileirinhos!!
Esse espaço será de grande valia, pois a rádio têm muitos ouvintes em todo o Japão e fora daqui também.
Este é o endereço da rádio: www.radiofenix.net
Quero deixar aqui um abraço para a Alexsandra, que nos deu essa força na rádio, velu mesmo!
Mais um espaço conquistado, agora é a nossa vez! Agendem em seus horários, anotem nos calendários, 12 de maio, todo mundo ouvindo e dando aquele apoio ok!
beijos a todos

Silvana Yang
·
posted by Apátridas no Japão at 11:21 | Nos link aqui |


2 Comments:


  • At quarta-feira, março 07, 2007, Blogger EricaAkira

    Olá Silvana!

    olha, eu achei através de uma amiga de comunidade, a tua comunidade no Orkut.

    Eu fiz uma "resenha", não sei se ficou bem claro, sobre como era antes da emenda de lei e o que mudou. Escrevi, pois vejo que existe muita confusão, principalmente o povo não relaciona o "poder obter a cidadania a qualquer tempo" com o "não ser brasileiro". Oras, se você pode optar a qualquer tempo, está claro que você não é brasileiro, não? SE fosse brasileiro, não haveria a necessidade de se "optar a qualquer tempo".

    http://burajiru.blogspot.com/2007/02/opo-de-nacionalidade-aos-18-anos-por.html#links

    pode usar meu texto nas comunidades se quizer, em algumas eu já postei, só peço para me referir como fonte tá?

     
  • At quinta-feira, março 08, 2007, Blogger EricaAkira

    Carmen,
    É uma triste realidade. A inércia das pessoas nos desestimula.
    Minhas filhas são nascidas no Brasil, todas as três. Tenho dois sobrinhos nascidos aqui, uma está aqui no Japão, o outro está no Hawaii.
    Minhas filhas tem 10anos, 4anos, e a bebe tem 7meses. As poucas pessoas que conheço são de Toyohashi, pela época que trabalhei na Minolta. Acabei de voltar do Brasil, cheguei fim do ano passado. Mas hei de achar uma forma legal de fazer passar esse abaixo-assinado. Quanto ao meu texto, pensei que você poderia disponibilizar ele em forma de link, como um "texto-crônica sobre a situação", uma vez que ele não tem palavras rebuscadas que costumam ter em parágrafos de lei. Na verdade, esse texto foi em resposta à uma participante do Orkut que é contra o movimento, como depois vi que me explanei em linguagem simples, de fácil entendimento e leitura, resolvi disponibilizar. Fique à vontade para usá-lo (ou não).
    Mas acredito, que se não nos fizemos nos entender aos brasileiros que aqui estão, não conseguiremos a adesão deles.
    Forte abraço!
    ah e obrigada pela visita.